Diferenças dos Vinhos

Olivenza explica diferenças dos vinhos

É um momento especial e você quer servir um vinho, porém, não sabe se escolhe o branco ou o tinto?
A diferença entre eles não é apenas nas cores, mas outros fatores são pontuais para identificá-los, como o tipo de uva, sabor, aroma e tempo de maturação. Para entender melhor como é o processo de cada um, segue abaixo uma breve explicação.

O processo dos vinhos brancos e tintos

A primeira coisa a entender é a uva usada para cada tipo de vinho. Há o mito de que vinho branco é feito somente com uvas verdes ou amareladas, mas, na verdade, eles podem ser produzidos por uvas tintas, já que são feitos da polpa da fruta, e o que dá a cor tinta dos sucos e dos vinhos é proveniente das suas cascas e sementes.

Esse pigmento da bebida é chamado de polifenois, o responsável pelo teor de tanino e pela riqueza de antioxidantes presentes na bebida. Ela ajuda a prevenir doenças como o câncer, a osteoporose, diabetes, doenças degenerativas, entre outras.

Como os vinhos brancos não são fermentados com as sementes e cascas, possuem pouca quantidade de polifenois e, consequentemente, de tanino e antioxidantes. Porém, eles fazem tão bem à saúde quanto os tintos, já que estão presente em sua composição alto teor de potássio, cálcio e magnésio.

O tanino, componente do polifenois, é o responsável pelo amargor do vinho tinto, sendo pouco presente nos vinhos brancos.

Como é feita a maturação dos vinhos

Os vinhos tintos e rosés são fermentados com as cascas e sementes, por isso a coloração varia entre o vermelho, violeta e rubi, junto com o amargor do tanino específico do tipo de uva utilizado. Quanto mais tempo o vinho é fermentado com elas, mais intensa será sua cor, e por esse motivo os rosés ficam pouco tempo nesse processo, ganhando uma coloração mais clara.

A maturação dos vinhos tintos é bem maior que os brancos que costumam ficar pouco tempo no processo até serem engarrafados. Mesmo alguns vinhos tintos têm tempos difer-enciados de maturação. Enquanto os taninos estão duros e com aromas fechados, eles precisam de mais tempo para amadurecer e suavizar, até chegar ao aroma ideal para o consumo.

Mas a máxima de quanto mais velho melhor só serve mesmo para alguns tipos de tintos. Vinhos tintos leves, rosés e brancos não precisam passar por esse processo e devem ser consumidos jovens. Se armazenados, perdem a leveza e o frescor típicos e ficam desinteressantes.

Para experimentar vinhos brancos e tintos de excelente qualidade, conheça os vinhos Ventus Portugalis. Eles são elaborados com uvas selecionadas, para proporcionar aos mais refinados paladares, um sabor e aroma inconfundíveis e com muito prazer.

Seja branco ou tinto, o Ventus Portugalis é uma ótima pedida para acompanhar os mais variados pratos, valorizando as receitas e o momento.

A importância de comer bem no café da manhã

Olivenza explica a importância de comer bem no café da manhã

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, pois após um longo período em jejum (enquanto dormimos) ele restabelece as funções do aparelho digestivo – fundamental para acelerar o metabolismo, e evita que o corpo utilize nutrientes e fontes internas de energia. Em resumo, o café da manhã não é indispensável, abaixo explicamos seus inúmeros benefícios.

Melhora o desempenho

Tanto nos adultos quanto nas crianças, o hábito de tomar café da manhã é extremamente benéfico para o cérebro, pois melhora a concentração nas atividades. Seja no trabalho ou na escola, a pessoa consegue raciocinar mais rapidamente e com foco, aumentando sua produtividade.

Fortalece e emagrece

Por ser a primeira refeição, depois de um intervalo entre a última do dia anterior, o café da manhã fortalece o organismo com os nutrientes absorvidos durante o sono. Assim, a pessoa tem mais disposição para as atividades matutinas. Outro ponto importante é que ajuda no controle da ingestão alimentar, ou seja, reduz a fome nas refeições seguintes.

E quem não tem esse hábito?

Algumas pessoas não têm o hábito de tomar café da manhã por uma série de motivos, o mais comum é a falta de fome ao acordar. Apesar de parecer que está tudo ok, o organismo da pessoa está com menos nutrientes, fazendo com que a imunidade fique baixa e o cérebro “lento”.

O que é recomendado?

Um café da manhã balanceado deve conter carboidratos (pães ou torradas, biscoitos, cereais), proteínas com gorduras (leite e derivados, peito de peru, ovos), vitaminas, minerais e fibras (frutas). Alguns tipos de organismo precisam mais de certas substâncias do que outros, portanto, conheça bem as necessidades de seu corpo!

E para deixar seu café da manhã muito mais gostoso que tal uma deliciosa geleia como acompanhamento? Nós temos uma gama de sabores, confira: www.olivenza.com.br

Benefícios do Azeite Olivenza

Olivenza garantindo qualidade no azeite

Presente em grande parte das cozinhas do mundo inteiro, o azeite é um dos alimentos mais antigos e versáteis, servindo para temperar diversos tipos de pratos. Mas você sabe como é feito, bem como seus benefícios?

Como é feito

O azeite é obtido através da prensagem de azeitonas, e tratado por uma série de processos físicos para garantir sua qualidade sem o uso de produtos químicos. As diferenças entre os tipos vem logo no plantio, com o sabor variando de acordo com o tipo de azeitona plantado e as condições climáticas e do solo. As receitas entram durante a produção, com alguns métodos sendo mais ou menos duradouros que outros, fazendo com que haja uma variação ainda maior na cor, consistência, sabor e textura.

Os ingredientes

As azeitonas são ricas em polifenóis – substâncias vegetais anti-oxidantes – e gordura monoinsaturada, responsável por reduzir o colesterol ruim no sangue (LDL-Colesterol). E os azeites, além de obterem todos esses benefícios, ainda carregam as receitas dos países da região mediterrância, responsável por 95% da produção mundial!

O que ele pode substituir

Algumas pessoas, atualmente, aderem à dieta mediterrânea. Ela consiste, basicamente, em substituir óleos por azeite para que as receitas fiquem mais saudáveis. Por exemplo, ao fritar um ovo, você pode utilizar azeite na frigideira para não só evitar que ele grude, mas também para dar um gostinho a mais!

Se você procura um sabor refinado em seus pratos e um toque de qualidade internacional, não deixe de experimentar os azeites Olivenza! Confira todas as nossas linhas clicando aqui.

De forma a proporcionar um novo padrão de qualidade em azeites, a Olivenza mudou todo o seu processo de produção e agora possui uma nova fábrica, que segue toda a regulamentação necessária para que os produtos sejam feitos e distribuídos da melhor forma possível. Confira algumas fotos da nossa nova estrutura abaixo!

Novos meios de produção da Olivenza garantindo qualidade!

Novos meios de produção da Olivenza garantindo qualidade!

Novos meios de produção da Olivenza garantindo qualidade!

Cebolinhas em Conserva

cebolinhas e conserva Olivenza

Quem cozinha diariamente sabe que às vezes é difícil ter criatividade para preparar pratos diferentes. Daí o jeito é permanecer no arroz, feijão e bife. Certas vezes, quando o assunto é diversificar, logo pensamos em complicação, mas às vezes um elemento simples e saboroso pode fazer toda a diferença e enriquecer o prato, como as cebolinhas em conserva Olivenza.

Práticas e saborosas, elas dão mais sabor e requinte em diversas receitas.
E olha só, separamos uma receita simples e fácil de fazer, que somada ao toque especial das cebolinhas em conserva Olivenza, vai agradar com certeza.

Pernas de frango com cebolinha em conserva Olivenza

Separe os ingredientes:

– Quatro pernas de frango
– Um frasco de CEBOLINHAS EM CONSERVA OLIVENZA

– Um caldo de frango
– Dois dentes de alho
– Uma cebola
– Um copo de água
– Uma colher (sopa) de mostarda em grãos
– Sal, pimenta e azeite

 

O preparo do prato é simples: primeiro pique o alho e a cebola, em seguida refogue-os no azeite. Feito isso, adicione as pernas de frango e espere até que dourem. Agora coloque-as juntas aos demais ingredientes, na pressão, e aguarde cozimento entre 15 e 20 minutos.

Depois de retiradas da pressão, as pernas de frango com cebolinhas em conserva Olivenza estão prontas para serem servidas. Se preferir, acompanhe o prato com de arroz ou batatas fritas.

Com as cebolinhas em conserva Olivenza, qualquer prato se torna gourmet.

O que é a Dieta Mediterrânea?

Olivenza explica o que é a Dieta Mediterrânea

Muito se ouve falar sobre a dieta mediterrânea atualmente, e várias pessoas estão aderindo devido à preocupação com a saúde e as substâncias que devem permanecer ou desaparecer do organismo.

Se você é uma dessas pessoas que buscam uma alternativa saudável na alimentação, não deixe de conferir as dicas e detalhes sobre essa dieta que separamos!

Como surgiu?

A dieta mediterrânea se baseia na alimentação dos países europeus, banhados pelo Mar Mediterrâneo. Espanha, Itália, Líbano e Turquia são alguns deles. Com costumes alimentares baseados primariamente na agricultura, eles se destacam pelo consumo de frutas, hortaliças, cereais, leguminosas, azeites e tantos outros, com um baixo índice de consumo de carnes, produtos industrializados, doces e gorduras.

Como funciona?

A dieta mediterrânea não deve ser confundida com o veganismo ou o vegetarianismo, pois permite o consumo de peixes e derivados do leite, por exemplo. Ela é, basicamente, a substituição de tudo que pode fazer mal ao organismo por opções mais saudáveis.

Vantagens

Com uma lista de alimentos ricos em vitaminas, minerais, ácidos graxos mono e poli-insaturados, fibras e antioxidantes, os riscos de doenças crônicas caem, aumentando a longevidade.

Desvantagens

Apontada como única desvantagem, a ingestão de vinho tinto deve ser equilibrada, não ultrapassando uma taça ao dia.

Existem alternativas?

Pode ser usado o azeite de oliva. Rico em ácidos graxos monoinsaturados, responsável pelo aumento do HDL-Colesterol (benéfico), ele pode ser utilizado para temperar saladas e carnes.

A Olivenza possui uma forte tradição com seus azeites de oliva, atendendo aos diversos tipos de paladares. Produzidos com um rigoroso controle de qualidade, estão disponíveis em diversas linhas, como o Casa Medeiros, que segue uma receita portuguesa com a prensa das azeitonas ao frio. Você já experimentou? Saiba mais sobre essa e outras linhas clicando aqui!

Inclua frutas no seu dia a dia

a importância de comer frutas diariamente

Deliciosas, suculentas e com uma enorme variedade, as frutas são ricas em vitaminas e nutrientes essenciais ao nosso organismo. Porém, você sabia que os benefícios delas vão muito além disso? Confira algumas qualidades desses alimentos vindos direto da natureza!

Emagreça comendo

As frutas, além de terem poucas calorias, reduzem a vontade de comer doces. Assim, você pode manter o peso enquanto garante os nutrientes necessários ao corpo diariamente!

Diminui a dor

A banana é famosa por suas propriedades de combate às cãimbras, e é uma fruta muito comum no Brasil. Apesar de sua casca ser frágil, é fácil de carregar e pode ser consumida a qualquer hora, sem precisar lavar! Ideal para quem possui uma rotina calma, onde o corpo permanece parado na maior parte do tempo.

Docinha e suculenta

A maçã é uma fruta versátil, e seu consumo pode variar da própria fruta até saladas, vinagres, chás e sucos. Tanto a fruta quanto a casca (que deve ser lavada) podem ser con- sumidos, garantindo diferentes tipos de nutrientes como a pectina, que diminui a absorção das gorduras e da glicose, e o potássio, por exemplo. O consumo diário garante uma diminuição do sódio e excesso de água retidos no corpo.

Melhor digestão

O abacaxi é rico em bromelinas, substâncias que auxiliam na digestão de proteínas. Ainda contém bastante água e um sabor ácido e adocicado ao mesmo tempo, sendo ideal para épocas de calor.

Que tal aderir a uma rotina com menos problemas e mais saúde? Confira as frutas em calda que a Olivenza oferece clicando aqui!

Diferença entre Óleo Composto e Azeite

família de óleos compostos Olivamar da Olivenza

Você já parou para pensar no porquê de existir alguns óleos comestíveis compostos por mais de um ingrediente? A resposta mais comum seria “para variar o sabor”, certo?
E se dissermos que não é só isso?

O nosso óleo composto

A Olivenza possui a linha Olivamar, de óleos compostos de soja com azeite de oliva, que combinam a qualidade dos transgênicos com todos os benefícios presentes nos ingredientes. Especial para saladas e grelhados, é comercializado nas versões 500ml (pet e lata), 2,010L (pet) e 5,010L (pet).

Composição

Na linha Olivamar, são utilizados apenas dois ingredientes, produzidos em nossa própria fábrica: o óleo de soja (85%) e o azeite de oliva (15%). Essa combinação, por conter produtos transgênicos, apresenta maior quantidade de nutrientes.

Diferenças com o azeite comum

A maior diferença entre o óleo composto e o azeite comum é a presença da soja transgênica. Além dela ser responsável pela maior parte do sabor, é rica em nutrientes que complementam a oliva. Porém, algumas pessoas podem ter intolerância ou alergias com esse vegetal, sendo mais indicado o uso do azeite comum nas receitas. Outras diferenças perceptíveis são a consistência, o cheiro e a textura do produto.

Agora que você já conhece, por que não experimentar a nossa linha Olivamar para fazer um banquete criativo e nutritivo? Veja mais detalhes sobre o produto clicando aqui.

Receita Portuguesa com AZEITE OLIVENZA – Bacalhoada à moda Portuguesa

Receita com produtos Olivenza de Bacalhau à moda portuguesa

O Azeite Extra Virgem Casa Madeiros é perfeito para dar aquele sabor a mais em seus pratos e temperar as saladas de forma saudável! Aproveite para fazer esta receita incrível que separamos para você, com estilo português, combinando com o produto!

Bacalhoada à Moda Portuguesa

Ingredientes

– 1,5kg de bacalhau (dessalgado e em pedaços médios)

– 1kg batatas cortadas ao meio

– 5 cebolas médias cortadas ao meio

– 1 pimentão verde cortado em tiras

– 1 pimentão vermelho cortado em tiras

– 1 pimentão amarelo cortado em tiras

– 6 tomates sem pele cortados ao meio

– 200g de AZEITONAS PRETAS MALAGUENZA Olivenza

– Cheiro verde picado a gosto

AZEITE EXTRA VIRGEM CASA MADEIROS a gosto

Modo de Preparo

1- Após dessalgar o bacalhau, corte em pedaços médios e coloque para ferver em uma panela com água.

2- Reserve a água.

3- Em uma panela de barro, ou outra de sua preferência, monte camadas, primeiro com as batatas, em seguida com o bacalhau, os pimentões, tomates, cebolas e azeitonas.

4- Por último, salpique o cheiro verde e regue com o Azeite Extra Virgem Casa Madeiros a vontade (para dar muito mais sabor!)

5- Coloque 2 xícaras (chá) da água reservada e leve ao fogo, cozinhando até que as batatas e as cebolas amoleçam.

6- Sirva ainda quente, acompanhado com arroz branco!

Conte o que achou da receita!

Dicas para manter o corpo saudável

A Olivenza dá dicas de como manter o corpo bonito e saudável sem exagerar e perder o bem-estar

Ter saúde e de quebra conquistar aquele corpo dos sonhos é difícil, mas com disciplina e alimentação saudável é possível ter um corpo bonito e bem-estar.

Neste artigo, vamos dar dicas de como manter o corpo saudável sempre e indicar alguns alimentos bons para a saúde.

1 – Caminhada ou corrida

A caminhada ou a corrida intercalada são ótimos exercícios para a queima de calorias, para o coração e para todo o funcionamento do nosso organismo. Frequência? Se você ainda não tem o costume de praticar atividade física comece fazendo caminhadas três dias na semana, exemplo: segunda, quarta e sexta, durante 30 minutos cada.

Para quem já tem certa resistência e fôlego, intercale corrida e caminhada, durante 40 minutos, também em três dias da semana.

2 – Alimentação

Atenção para a alimentação! Ela diz respeito a 80% da nossa saúde. Uma pessoa que faz atividade física, mas não ingere alimentos saudáveis não vai conseguir obter resultados positivos para a saúde, pelo contrário, estará se prejudicando muito. Portanto, se alimente corretamente.

Uma boa dieta é composta por: fibras, minerais, vitaminas e proteínas que são a chave para uma boa saúde, mas também não podemos achar que devemos ficar livres de carboidratos e gorduras, pois eles também são importantes para o nosso corpo. A gordura boa e o carboidrato bom são ótimos como pré-treino, pois nos dão energia e ajudam os músculos a se recuperarem após o exercício.

Gordura boa é encontrada no abacate, por exemplo. E o carboidrato bom também é encontrado em frutas.

Para quem gosta de verduras e legumes com tempero, a Olivenza vende o Azeite de Oliva extra virgem, ótimo para a saúde, pois o azeite Olivenza controla o colesterol e é ótimo para a saúde cardiovascular, antioxidante e ainda com ação anti-inflamatória. Alimento indispensável para temperar aquela deliciosa salada.

3 – Beba água

Além de ser fonte de hidratação para o corpo, a água é ótima para manter o corpo saudável, pois previne o envelhecimento e ajuda a regular o intestino. É necessário beber, no mínimo, 1 litro e meio de água por dia.

4 – Controle a sua mente

O estresse do dia-a-dia desfavorece a saúde, isso porque um corpo estressado e cansado não tem ânimo e você acaba perdendo os bons momentos da vida. Mente sã é a chave para manter a saúde em dia. Busque praticar a calma e a paz, fará bem a você e para todos que estão a sua volta.

5 – Tenha um hobby

É importante ter um hobby ou algo que você goste de fazer que te traga felicidade. Pode ser ler, assistir filmes, praticar esportes, cozinhar, entre outros. Não se desprenda do seu hobby, pois é ele que te trará tranquilidade na correria do dia-a-dia.

A boa saúde vem acompanhada dessas três etapas: alimentação saudável, exercício físico, mente sã e procurar fazer alguma coisa que te dê prazer. Invista seu tempo e atenção nisso!

A fama das comidas orientais no Brasil

saiba quais são as comidas japonesas mais populares

Não é de hoje que a culinária oriental faz o maior sucesso no Brasil. Há muitos anos, em 1912, imigrantes japoneses vieram para o Brasil em busca de qualidade de vida melhor do que tinham em seu país de origem. Na rua onde eles se instalaram, começaram a comercializar doces japoneses, como manju e queijo de soja (tofu), e o local foi denominado “a rua dos japoneses”.

Alguns anos mais tarde, em 1932, a cidade de São Paulo já abrigava cerca de 2 mil japoneses, mas o bairro da Liberdade ficou conhecido e mais oficializado como comunidade japonesa e comércio japonês em 1968.

As festas e a culinária oriental já eram muito conhecidas e apreciadas pelos brasileiros, mas foi somente em 1990 que a culinária japonesa começou a ser espalhada pelos quatro cantos do Brasil, ainda mais por ser saborosa e saudável.

Mas você sabe quais são os alimentos mais populares? Acompanhe este artigo que você ficará por dentro do mundo da culinária oriental!

1 – Shoyo

O molho de Shoyo é um tempero extremamente usado na culinária japonesa. O molho pode ser usado em carnes, peixes, macarrão, pizza e muitos outros alimentos.

2 – Sushi

Temos certeza que todos já ouviram falar nos famosos bolinhos de arroz japoneses enrolados na alga e com recheio de salmão ou frutas e legumes. O sushi é muito querido em rodízios.

Como existe uma grande variedade de tipos deste bolinho, ele também pode aparecer denominado de futomaki e kappamaki.

3 – Gyudon

Prato não tão popular nos restaurantes do Brasil, mas muito conhecido no Japão. Este prato leva carne com cebola, arroz e molho agridoce. Saboroso e saudável.

4 – Sashimi

Ao contrário do sushi, que vem como bolinho, o sashimi é servido somente em pedaços pequenos de carne crua em corte japonês. A carne geralmente é salmão ou peixe branco. Os acompanhamentos podem ser de shoyo, molho tarê e wasabi.

5 – Manju

O famoso doce citado acima é composto de arroz, feijão e farinha. Essa é a receita tradicional, porém pode variar conforme a região. Também existem as variações como Manju de água e Manju de Chá Verde. Mas de qualquer forma é um doce delicioso!

6 – Hot Roll

O hot roll é o sushi empanado recheado com cream cheese, salmão e algum vegetal como couve. É delicioso e pode levar como tempero o molho tarê ou shoyo.

7- Tempura

Outro prato quente. O tempura é bem popular no Japão e aqui nem tanto, porém é possível encontrar receitas e nos restaurantes espalhados pelo Brasil. Este prato contém vegetais fritos ou mariscos coberto num polme fino. É um prato originalmente português, mas se popularizou no Japão, e hoje é conhecido como um prato da culinária japonesa.